segunda-feira, 10 de agosto de 2015

VITIMA DE ESTUPRO CONTA SOBRE CONSTRANGIMENTOS

Do G1
“Pedi pelo amor de Deus que eles não fizessem isso comigo, mas aí ele disse que ia fazer e mandou eu ficar calada senão ele ia me matar. Depois eu perguntei se podia vestir a minha roupa e ele disse que não, que ainda tinha os parceiros dele”.

Foi assim que uma jovem de aproximadamente 20 anos, vítima de estupro coletivo no último sábado (8), relatou a agressão dos bandidos. O crime aconteceu no conjunto San Vale, no bairro de Candelária, Zona Sul de Natal, por volta das 19h30.

Ninguém foi preso.
De acordo com a PM, os três criminosos fizeram uma armadilha com arame farpado para parar um motociclista que levava a mulher na garupa. Os bandidos colocaram um arame farpado estirado de um poste até uma árvore, atravessando a pista.

O rapaz que conduzia a moto não viu o arame, foi atingido no peito e acabou perdendo o controle do veículo. O casal caiu e, em seguida, foi arrastado para dentro de uma região de mata fechada. O jovem foi agredido e a garota, violentada.

Segundo o sargento Robson Lima, do 5º Batalhão da PM, os bandidos chutaram o rapaz e o imobilizaram. Depois do abuso sexual, os três criminosos queimaram a motocicleta e fugiram. Ainda de acordo com a PM, um dos criminosos foi reconhecido pela vítima.

Nenhum comentário: