quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

VALE DO AÇU VAI IMPLEMENTAR PROJETO DO MINISTÉRIO PÚBLICO NA EDUCAÇÃO

A partir de reunião nessa terça-feira, educadores deverão responder formulários para diagnóstico da educação na região

Com a presença do procurador da República Victor Queiroga, das promotoras de Justiça Kaline Almeida e Iveluska Lemos, o projeto Ministério Público pela Educação (MPEduc) foi lançado nesta terça-feira (3) no Vale do Açu. 

Os gestores da educação nos municípios de Ipanguaçu e Itajá receberam informações sobre o funcionamento do MPEduc e agora estão prontos para a segunda etapa do programa, que prevê o preenchimento de questionários sobre estrutura física e de pessoal, finanças e administração das escolas.

Com os dados em mãos e as visitas a serem realizadas será possível ao Ministério Público formular um diagnóstico da educação nas escolas dos dois municípios e promover audiências públicas. A partir de então, serão elaboradas recomendações conjuntas e enviadas aos prefeitos e gestores, apontando as principais medidas a serem tomadas para a melhoria da qualidade do ensino.

Novas audiências serão marcadas para apresentar os resultados. Caso necessário, serão adotadas medidas judiciais contra os responsáveis, quando as recomendações não forem atendidas.

“A população sabe que a grande esperança para o país é a educação. Se for perguntado a qualquer pessoa nas ruas qual a ferramenta para mudar a situação do Brasil, praticamente todos dirão que é a educação. Ocorre que muitos recursos são destinados a essa política pública - cerca de 10% do PIB e mais 75% dos royalties - e ainda assim não se veem as melhorias que todos gostaríamos na educação pública.

O que o Ministério Público quer é que a educação pública volte a ter a qualidade que já teve no passado e pela qual os brasileiros anseiam no presente, de modo a permitir um futuro melhor para o nosso país. Hoje, estamos dando o primeiro passo para, de fato, priorizarmos a educação nesses dois município do Vale do Açu”, declarou o procurador Victor Queiroga


Nenhum comentário: