terça-feira, 2 de setembro de 2014

OS MOSSOROENSES APROVAM A IMPLANTAÇÃO DA SONA AZUL

Carlos Costa 
Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio mostrou que 89,7% dos mossoroenses aprovam a implantação do projeto Zona Azul, que prevê o estacionamento tarifário eletrônico rotativo no Centro de Mossoró. 9,2% dos entrevistados reprovaram e 1,4% não sabe ou não respondeu. A pesquisa foi anunciada na manhã desta terça-feira, 2, em reunião com representantes de entidades ligadas ao comércio e o secretário de Mobilidade Urbana, Charlejandro Rustayne.

Os técnicos também avaliaram os principais problemas relatados pelos entrevistados quanto à falta de estacionamento na região central de Mossoró. A realização da pesquisa de opinião pública, feita com 650 entrevistados no Centro da cidade, era uma das principais etapas de implantação do projeto. O próximo passo será uma visita à cidade de Caruaru (PE), onde já existe o estacionamento no modelo Zona Azul. A viagem ainda será neste mês com representantes da Secretaria de Mobilidade Urbana e de entidades do comércio.

Quanto à tarifa, a pesquisa mostrou que 12,3% dos entrevistados estão dispostos a pagar até R$ 1,00 por hora no estacionamento; até R$ 3,00, 14,3%; até R$ 5,00, 6,6%; até R$ 6,00, 2%; não sabe ou não respondeu, 1,2%; e 7,2% disseram que preferem sem taxa de cobrança. A reunião, durante a qual pesquisa foi divulgada, aconteceu na sede do Sindivarejo e contou com a participação de representantes da Fecomércio, Acim, Sindivarejo e de representantes da Secretaria de Moblidade Urbana.

Segundo o secretário da pasta, Charlejandro Rustayne, para entrar em vigor ainda é necessário enviar um Projeto de Lei à Câmara de Vereadores. Se aprovado, será aberta a licitação para implantação do projeto.


Zona Azul – A modalidade de estacionamento já é utilizada em grandes cidades brasileiras para incentivar a rotatividade de vagas. Regulamentada pelo Código de Trânsito Brasileiro e por leis municipais, na maioria das cidades funciona em três categorias: "uma hora", "duas horas" e "carga e descarga". Limitando o tempo de estacionamento, é possível estimular a rotatividade de veículos e o aumento de vagas.

Nenhum comentário: