sábado, 28 de junho de 2014

BRASIL NA COPA COM PASSE QUASE IMPOSSÍVEL

Precisava ter um coração de ferro para cada torcedor brasileiro na tarde deste sábado, 28 de junho. Brasil e Chile, nas oitavas de final, um jogo que vai demorar ser  esquecido, principalmente pelos chilenos que sofreram a amargura da derrota confirmada nos pênaltis.

O tempo normal, que terminou com empate em 1x1 e ainda a prorrogação de trinta minutos não foi suficiente, tudo porque o juiz da partida que pareceu ser torcedor do Chile, não deixou valer um gol legítimo do Hulk e também deixou de marcar um pênalti claro a favor do Brasil.

Mesmo assim o dia tinha que ser dos brasileiros, ganhamos dos chilenos e do juiz. Durante todo tempo do jogo foi notória a antipatia do juiz com os jogadores brasileiros.

O homem do jogo, sem sombra de dúvidas, foi o herói Júlio César, goleiro da seleção canarinha. Ele sofreu um gol no início do jogo por conta da falha de Hulk ao tentar passar a bola para Marcelo. Hulk deixou a bola no pé do adversário que empatou o jogo em 1x1, mas em compensação na cobrança de pênaltis, Júlio César pegou dois, o que foi suficiente para dar a nós a vitória.
     
Neymar não correspondeu às expectativas, já Hulk jogou bem mais do que era esperado, talvez no próximo jogo seja o dia de Fred pagar seus débitos com a torcida brasileira.

Foram três oportunidades claras de gol desperdiçadas por Neymar. O jogador não rendeu nada durante todo o jogo, parecia até ser outro atleta.

Foram 120 minutos de muito sofrimento, tanto para os brasileiros como para os chilenos. Uns de punhos fechados, outros aos gritos esperavam eufóricos pela vitória. A emoção tomou conta dos países e nós mais uma vez conseguimos.

Como torcedor, me sinto satisfeito com a participação do Brasil na copa, se tivesse perdido hoje não ficaria devendo nada, afinal não é fácil ganhar um mundial, competir bonito já é muito. Agora se der para ganhar, aí será bom de mais. Uma coisa é certa: nós podemos e vamos tentar. Força, Brasil, rumo às quartas de final.

  

Nenhum comentário: