domingo, 23 de março de 2014

UM CRIME DE HOMICÍDIO FAZ VITIMAS DE UMA SÓ VEZ VÁRIAS PESSOAS


Imaginem só quantos em Mossoró já foram vitimas dessa violência que enfrentamos todos os dias. Para cada cidadão assassinado um grupo de pessoas automaticamente vira vitima, essas pessoas são os parentes próximos, Mãe, Pai, Irmão, tios, primos, amigos, conhecidos, enfim, todos que conhecem a pessoa que é assassinada sofrem, principalmente quando a pessoa morta se relacionava bem com os demais.

São tantos assassinatos em Mossoró que chego a imaginar que hoje é difícil encontrar na cidade uma pessoa que ainda não foi vitima de forma direta ou indireta do crime de homicídio. Quase todos já tiveram perda de parentes, amigos ou conhecidos com quem se relacionavam, por isso podemos considerar como vítimas.

A cidade inteira convive com um fantasma, “ausente e presente ao mesmo tempo”. Ausente para aqueles que sofrem só em ver os crimes acontecendo, mas esses sabem que a qualquer momento podem também ver em sua frente
o mesmo fantasma.

Portanto cada um de nós temos o dever de lutar para encontrar um caminho para o fim dessa guerra silenciosa que vem destruindo a cada dia nossas famílias, o problema é meu, é seu, é de todos.

Não adianta nada esperar por atitudes de políticos nativos, eles estão muito bem, são famosos, ricos, vivem isolados da massa, a probabilidade de um deles ser vítima quase não existe, portanto esses não têm o mínimo de interesse por segurança pública.

Basta refletir um pouco para encontrar nossa culpa por tanto descaso. Em Mossoró e no Rio grande do Norte, os políticos que mandam são os mesmos desde que eu ainda era criança, nada mudou. Quando aparece alguém querendo entrar no comando, nós deixamos que os mesmos sejam esmagados politicamente por aqueles que juram que são os donos do estado.

Nenhum comentário: