sábado, 9 de novembro de 2013

OS CAVALOS DO TRÂNSITO


É assim mesmo! Dessa maneira, como cavalos, que devemos ver os outros veículos quando estivermos dirigindo, só assim fica mais fácil de evitarmos acidentes. Se pensarmos que todos os outros motoristas são cavaleiros montados em cavalos, nos prevenimos melhor e consequentemente evitaremos morrer ou matar por conta de erros de indivíduos que não deveriam dirigir.

Portanto, no trânsito só confio em mim mesmo, o certo é não confiar na capacidade dos outros motoristas e se acostumar a se manter sempre de forma defensiva nas estradas, pois a qualquer momento um cavalo pode se assustar, "desembestar", morder ou dar coices.
     
Talvez alguns pensem que é exagero comparar os carros do trânsito com os cavalos, mas isso é apenas um comparativo e além disso os cavalos também pensam e até tomam atitudes que podem ser comparadas às nossas, só que eles são inconsequentes como também é o mau motorista.


Vejamos um dos exemplos que fazem eu pensar dessa forma: quando avistamos um cavalo na pista de rolamento, a primeira precaução que tomamos é diminuir a velocidade e prestar atenção em sua trajetória. Na maioria das vezes eles saem da pista com uma simples buzina. Os carros também são assim, só que antes de sair o motorista xinga o que buzina.
  
Eu particularmente ando desconfiado até mesmo dos semáforos da cidade, muitos deles me deixam confuso, abrem e fecham antes do tempo e muitas vezes a luz do sol interfere na compreensão de aceso ou apagado, alem disso ainda tem os cavalos desembestados que não conseguem parar. Portanto são esses e muitos outros motivos que me fazem só confiar  naquilo que sou capaz de fazer no trânsito, mesmo assim muitas vezes flagro meu carro agindo como um cavalo.

Nenhum comentário: