quinta-feira, 5 de setembro de 2013

A IGREJA DO RN EXIGE JUSTIÇA SOCIAL PARA PESSOAS ATINGIDAS PELA BARRAGEM DE OITICICA

A Província Eclesiástica do RN – composta pelo arcebispo de Natal, dom Jaime Vieira Rocha, pelo bispo de Mossoró, dom Mariano Manzana e o administrador diocesano de Caicó, padre Ivanoff da Costa Pereira – realizou ontem  Visita Pastoral à comunidade Barra de Santana, em Jucurutu, que será encoberta pelas águas da barragem de Oiticica. A obra será construída às margens do rio Piranhas e terá capacidade para 560 milhões de metros cúbicos.

Participaram do evento autoridades ligadas aos sindicatos rurais,movimentos sociais, associações,classe política de Caicó, Jucurutu e São Fernando e a própria comunidade. Também estiveram presentes o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Leonardo Rego e o Promotor de Justiça de Jucurutu-RN, Fausto França.

O promotor de Justiça de Jucurutu, Fausto França, confirmou que o Ministério Público acompanhará todo o processo de construção da barragem de Oiticica e sugeriu que a SEMARH pudesse disponibilizar em sua página na internet um gráfico da obra e do projeto social. “Pedimos isso para que o Estado se aproxime das pessoas. O povo não é gado, pois tem seus direitos que precisam ser respeitado”, garantiu o promotor. 

O secretário estadual de Recursos Hídricos, Leonardo Rego, garantiu que a SEMARH implantará um escritório fixo em Barra de Santana, com a finalidade de ouvir as famílias, colher documentação, através de formulários com a realidade de cada um, "A partir desse planejamento formatado, vamos tomar as ações necessárias nesse processo de reassentamento", falou aos presentes na Capela da comunidade.

Nenhum comentário: