terça-feira, 12 de março de 2013

O PESO DA JUSTIÇA NOS OMBROS DO INOCENTE



A mesma justiça que foi formada da nossa constituição para proteger os direitos do cidadão, pode ser usada por pessoas de más condutas e levianas contra inocentes. Uma acusação inverídica pode causar estrago grande a um cidadão ou até mesmo a sociedade.

Uma pessoa mau caráter e bem informada pode fazer uso da própria justiça para alcançar objetivos que não foram possíveis de ser conseguidos de formas lícitas. Desta forma, além de cometer a injustiça, induzem o erro das pessoas instruídas a aplicarem a lei de forma correta.
          
Quando um réu inocente se depara cara a cara com um juiz, e vê que aquele homem, que não conhece seus princípios, tem em suas mãos o poder de mudar tragicamente sua vida, é de assustar, porque o réu é consciente que o juiz pode errar.

Por mais preparado que seja um juiz ele nunca vai ser inume ao erro, Juízes são escolhidos por concursos públicos por terem conhecimentos técnicos. Por eles serem humanos e normais, eles podem errar por vários motivos. Eles podem ser iludidos, ter interesses políticos, ser desonestos, podem ser vaidosos, preconceituosos, ou até mesmo humildes e corajosos.

Mas nem tudo está perdido. Quando acontece um erro da justiça, o réu tem o direito de procurar provar sua inocência, mesmo que dure anos, e quando consegue ele pode cobrar do estado uma indenização pelos transtornos ocorridos em sua vida.
 Mesmo assim não existem preços quando o assunto é liberdade.  

Nenhum comentário: