quarta-feira, 13 de março de 2013

MOSSORÓ PRECISA DE LEI “ANTI-BAIXARIA”, SÓ QUE COM OUTRA FINALIDADE


O vereador Laire Rosado (PSB) apresentou um projeto de lei na câmara municipal de Mossoró que, se aprovado, vai proibir o poder publico municipal de fazer contratação de artistas que cantam músicas com conteúdo pornográfico.

Uma boa iniciativa. Só que é desnecessária a criação de uma lei. Basta que haja o bom senso dos organizadores dos eventos para não contratar bandas que não se enquadrem com o perfil de uma festa pública.

Claro que é necessária a não contratação dessas bandas que denigrem a imagem da mulher e fazem apologia à baixaria, com coreografias sexuais nos palcos em vias públicas. Isso é um problema nacional que tem de ser regulado nacionalmente. Mossoró não precisa ser diferente do resto do país ao ponto de criar uma lei, basta não contratar

Tudo que acontece em um evento é de responsabilidade dos organizadores, eles que devem controlar a qualidade do que será apresentado. Por tanto, não será preciso uma lei diferenciando Mossoró das outras cidades.

Os vereadores poderiam discutir medidas para serem cumpridas as leis existentes e resolver problemas mais difíceis de resolver. Um desses problemas seria a proibição de pessoas urinar em via pública nos eventos importantes da cidade.

Aqui em Mossoró essa prática imunda já deveria ter sido banida, é inadmissível que em um local onde se encontram crianças, adolescentes, casais, famílias, se presenciem homens ou mulheres urinando como um animal irracional em via pública. 

Nenhum comentário: