quarta-feira, 9 de maio de 2012

UM PARDAL PAI, ENSINANDO O FILHO A VOAR.



Pena que não estava com minha câmera, teria registrado tudo e postado aqui as cenas que me fizeram atrasar por quase uma hora.

Não tinha diferença alguma entre a relação daquela família de pardais com a de uma família de humanos, os movimentos do pardal bebê tinham as mesmas características dos de um bebê humano.

Sem equilíbrio e sem noção do perigo, o pardalzinho se virando sozinho observado pelo pai que apenas o orientava tentando atraí-lo para um local mais seguro.
  
A preocupação do pai parecia ser menor que a nossa, seu jeito de educar expõe muito o bebê ao perigo, talvez seja a forma que consideram mais apropriada para a sobrevivência dele sozinho.  

Nenhum comentário: