quinta-feira, 5 de abril de 2012

FALTA ADMINISTRAÇÃO NA SAÚDE DE MOSSORÓ.

Não é justo o cidadão pagar seus impostos e não ter o mínimo de seus direitos respeitados quando precisa usá-los.

Aqui em Mossoró é de fazer vergonha. As propagandas em rádio e na TV dão conta de que tudo está bem e maravilhoso só que a realidade é bem diferente.

A pessoa que adoecer em Mossoró e não tiver dinheiro na conta para pagar à vista por consultas e exames, poderá morrer à míngua esperando pela boa vontade de A ou B.


Boa vontade nada, má vontade, digamos assim, porque se já temos os nossos direitos não deveria ser preciso de nada a não ser o atendimento com dignidade.

As clínicas particulares estão lotadas, já os centros de saúde e Upas são vagos por conta da má qualidade dos serviços prestados à população. Os médicos ganham o dinheiro público fazendo suas tarefas pela metade.

Na semana que passou fui ao UPA do Santo Antônio com um parente para drenar uma espinha inflamada e pude ver de perto a falta de compromisso dos médicos com as pessoas que frequentam aquele órgão.

O atendimento estava marcado para as 19 horas, (hora essa bastante inconveniente no meu ponto de vista) cerca de dez pessoas esperavam pelo excelentíssimo Dr. (Não cito o nome por questões de ética) responsável pela drenagem que só deu as caras por volta das 21:30. Vários pacientes que não puderam esperar voltaram para suas casas sem o atendimento.

A pessoa que eu acompanhava foi atendida às 22h, mas não foi feito o serviço completo, o médico disse que não tinha o equipamento necessário para extrair um tal de “saco de um cisto” nas costas do paciente.
  
Enquanto esperava a chegada do médico estive conversando com um funcionário e fiquei perplexo com o que ele contou “Aqui amigo os médicos fazem o que querem, eles mandam”, disse ele.

Disse ainda que são dois médicos para consultar, mas fazem acordos entre eles e só um comparece e faz o serviço dos dois. “Já o Dr. da drenagem nunca chegou no horário previsto, que é às 19 h, ele vem às 21 ou 22h e só demora uma hora, ou hora e meia e vai embora, mas ganha pela noite toda” disse ele.

Às vezes chego a pensar que somos responsáveis por tanto descaso, por admitirmos calados, não nos manifestamos e deixamos de expressar nossa indignação.

Nenhum comentário: