domingo, 4 de março de 2012

BANDIDOS FARDADOS

Como dizia a minha querida vovó Hiria Elháia: ”Meu filho, não julgue o livro pela sua capa”. Os conselhos dela têm me servido muito na vida, principalmente nos dias de hoje, que em cada esquina tem um bandido estudando a maneira mais fácil de tomar o que conseguimos com muito esforço e muito suor.

Antes quando se via um homem fardado, seja lá qual fosse a farda, aquilo era sinônimo de homem de bem, um trabalhador que não oferecia risco. Hoje escutamos diariamente que assaltantes agiram fardados com fardas de empresas e até mesmo com uniformes de policiais.

Vivemos um período de muita desconfiança entre as pessoas, onde percebemos com frequência alguém desconfiando até mesmo de você muitas vezes por motivos que julgamos um absurdo, por não parecer com seu perfil de vida.

Hoje é comum você ser tratado como um bandido na rua, veja só, já aconteceu com você de quando parar em um semáforo ao lado de outro veículo o motorista olhar desconfiado e fechar a janela? Ou até mesmo ver alguém evitar de abrir a carteira de cédulas de forma que dê para você ver? Pois bem, isso é porque essa pessoa tem dúvidas do seu caráter, ruim não? Para quem não tem nem multa de trânsito ser tratado assim?

Ruim ou não, isso é uma necessidade nossa para os dias de hoje, é a única forma que temos para nos proteger.  

Nenhum comentário: