quarta-feira, 31 de agosto de 2011

O RIO GRANDE DO NORTE EM CRISE

A situação em que se encontra o nosso estado é lamentável, desanima o cidadão que paga os impostos em dia. Quase nenhum órgão essencial que favorece o cidadão comum funciona corretamente.

Estamos chegando a um patamar que não dá mais, não tem como continuar essa falta de compromisso com o povo, os políticos só se preocupam com as eleições, quem devem apoiar e quem não devem, e o que é bom para a população?  Nada! O único objetivo deles é aparecer bem na fita.

Segurança, educação, saúde, são apenas as mostras de como está a administração pública, além disso, vem a falta de investimentos em melhoria na qualidade de vida da população, as promessas  camuflam a incompetência da maioria dos políticos deixando a aparência de que tudo vai bem.

Vemos os direitos do povo desrespeitados pelos próprios administradores escolhidos pela população, o pior de tudo é saber que não tem punição para esses poderosos. O ministério público e as leis são driblados pelo jogo político e termina com as denúncias sendo esquecidas sem haver punição para A ou B

Esta semana o ministério público entrou com uma ação civil pública cobrando do estado solução para a falta de mão de obra, em especial o caso de um delegado que sozinho é responsável pela segurança de 22 cidades do interior do estado.   


Tem que haver uma grande mudança no comportamento do povo, uma delas é aprender a cobrar resultados e deixar de reeleger políticos que sobrevivem só do dinheiro público e que só vê na política o meio de enriquecer toda a família.

Nenhum comentário: