domingo, 24 de julho de 2011

O ESTADO DA NOSSA SEGURANÇA PÚBLICA

Estamos vivendo um período de crise na segurança pública, a violência é tão grande que a população vive amedrontada em vários aspectos. Com a evolução dos crimes a polícia trabalha com uma postura mais rígida temendo as conseqüências de um contato direto com o bandido.

Entre polícia e os bandidos ficam os homens de bem, impossível não acontecer acidentes fatais. O que a sociedade tem que entender é que polícia não é de ferro, esses homens são de carne e ossos como qualquer outro, eles têm medo e esse medo é o que faz os acidentes acontecerem.

Não sou da polícia, mas imagino como eles devem pensar: “Se eu prender um bandido muito perigoso que já é conhecido de todos da corporação pelos seus crimes, eu vou me tornar seu principal inimigo e logo ele vai arrumar uma forma de se livrar da justiça, como vai ficar a minha segurança e da minha família?”

Isso explica muitas das
 excursões, se eu estivesse no lugar deles talvez não fosse diferente, não por vontade própria, mas como forma de me defender. Infelizmente essa é a situação em que nos encontramos, o povo com muito medo dos bandidos e em algumas situações eu não sei de quem eu tenho mais medo, se é da policia ou dos bandidos.

Eu tenho medo da polícia não por eu dever a justiça, mas de ser confundido por um policial emocionalmente despreparado por conta da sua exposição à terrível grandiosidade da violência, mesmo assim temos que acreditar na força do bem, sabemos que existem os policias do mal, mas isso é exceção, sempre acreditei que os maus são poucos, comparando os bons.

Nenhum comentário: