sábado, 9 de julho de 2011

AS CONSEQUÊNCIAS DAS GREVES

Já considero preocupante o estado em que se encontra o governo de Rosalba. É lamentável ver tanta desorganização causada por uma pequena parcela da sociedade, a parcela à qual me refiro são os integrantes das greves que estão desestabilizando todo o Rio Grande do Norte. É bom que a sociedade acorde para esses acontecimentos inesperados, essas greves a cada dia vão ficando com características de poder paralelo, medindo forças com os administradores escolhidos pelo povo.  

O governo tem razão, tem que administrar o patrimônio público com responsabilidade, são muitos os rio-grandenses que precisam muito mais que os funcionários do estado e sofrem calados esperando o dia deles. Os pedreiros, por exemplo, estão melhorando a sua remuneração, mas tudo com muito trabalho, não com greve.   

Eu sou do lado do povão, jamais devemos julgar um governo por conta de uma ou duas categorias insatisfeitas com seus salários, aprendi com a educação dos meus pais que só devo trabalhar em um ambiente em que esteja satisfeito, tanto com o salário, como com o tipo de tarefa que me vão submeter.

Por essas e outras razões que sou plenamente contra a greve, já imaginou se todas as categorias que estão precisando de um melhor salário parassem? O salário aumentar quando faltam pessoas para preencher vagas de uma categoria, por exemplo, os pediatras e os geriatras são profissionais que podem cobrar caro por sua mão-de-obra porque não tem quem faça o que eles fazem.

Agora não é justo um estado parar com tanta gente querendo fazer o serviço, até mesmo mais barato. Creio que isso tem que mudar, essas greves estão cada dia mais prejudiciais ao bem público.

Um comentário:

vitoria disse...

Apoiado.Voçê tem toda razão.se não estão gostamdo do emprego pessa demissão e vá procurar outro emprego, pois a sua vaga eu quero.