quinta-feira, 23 de junho de 2011

A FOGUEIRA DE SÃO JOÃO NO SITIO RETIRO


Quando eu era criança, nas noites da fogueira de são João era festa em todo sitio Retiro no Município de Antonio Martins-RN. Durante todo o dia a principal atividade era cortar a fogueira dentro da mata e carregar para casa, tinha que ser respeitada a tradição durante todo trabalho com a fogueira, não podia dizer palavras de baixo calão, e tinha que transportar toda madeira nas costas, sem usar meio de transporte algum, a madeira não podia ter espinhos com exceção do angico pois seus espinhos  curtos e entroncados não eram considerados espinhos.

Era selecionadas as plantas que serviam, as principais eram a catingueira, aroeira, angico e marmeleiro, o marmeleiro era problemático porque queimava rápido, o que todos não queriam, o fogo teria que durar até altas horas da noite, o cumaru, outro tipo de planta, também era usado por algumas pessoas,  com seu perfume, a fogueira ficava com a fumaça cheirosa.

A fogueira tinha que ser erguida mesmo em frente a porta da frente da casa, só podia ascender às 18 horas em ponto, quanto maior a fogueira mais dispostos(Trabalhadores)  seriam os donos da casa. As pessoas mais organizadas plantavam milho no dia 19 de março (dia de São José), para colherem no dia 23 de Junho, justamente no dia da fogueira de São João.

Este milho servia para fazer canjica e pamonha, além disso, era consumido tanto assado na brasa da fogueira, como cozido em panelas grandes de barro, já outros preferiam assar na palha, sem tirar a palha do milho, enterravam a espiga nas brasas e esperavam a palha começar a queimar, era o sinal de que a espiga já estava pronta para ser saboreada.

Nos terreiros das casas aconteciam as reuniões dos vizinhos para comer e dançar forró tocado apenas com uma sanfona, um pandeiro, um triangulo e uma zabumba, o som que se ouvia era só dos instrumentos citados e a voz era dos que cantavam as musicas do trio nordestino, Luis Gonzaga, Marines e outros da época.

Os meninos e as meninas eram apadrinhados por vizinhos amigos da família, rodeando a fogueira acesa eles diziam assim, “São João disse, São
Pedro confirmou, você será meu afilhado, que Jesus cristo mandou” essa frase era repetida três vezes, e cada vez que dizia dava uma volta em torno da fogueira sempre se encontrando um com o outro.

Muitos ainda resistem ao tempo, mas tudo isso está mudado, causando grande prejuízo a nossa cultura Nordestina.
    

Nenhum comentário: