terça-feira, 3 de maio de 2011

A MORTE DE BIN LADEN

O mundo inteiro só fala no assassinato de Osama Bin Laden que aconteceu nos primeiros minutos do domingo, dia primeiro de Maio, 2011, os americanos comemorando o assassinato como se eles estivessem vencido uma guerra, Osama Bin Laden, Era apenas um homem dos milhões de inimigos dos americanos.

Não sei o motivo que me faz pensar que Osama Bin Laden não era “O demônio” como eles dizem. Todas as declarações de Bin Laden eram de um homem patriota que amava seu povo e vivia disposto a morrer pela sua causa.

No mundo que vivemos não tem como saber quem, na verdade, é um terrorista. O Oriente Médio tem sofrido com os ocidentais invadindo suas culturas, estabelecendo regras de como eles devem viver, por isso é comum ter vários “Osamas” esperando a hora de se destacarem na guerra contra seus inimigos.

O ódio que aquele povo tem do ocidente deve ser muito grande. Os americanos lamentam as mortes do 11 de setembro, já eles não sabem mais o que lamentar, são tantas desgraças, perseguições, massacres, que eles não têm nem noção do que foi mais marcante na vida deles.

Entramos em uma estrada sem volta, o mundo arrastado por americanos a uma terceira guerra mundial, que será o Ocidente contra o Oriente, a única forma de se evitar isso, seria com o enfraquecimento dos EUA.

O Mundo todo olhando a América fazendo o que bem entende, sem se importar com os interesses internacionais, eles ignoram até a ONU. Como é que um país que age desta forma pode exigir disciplina de outro? O assassinato de Osama, por exemplo, é certo para um país democrático?

O certo é que o mundo vive um período de escravidão, os carrascos são os EUA, ninguém se atreve a ir de encontro, a não ser que se transforme em um Osama Bin Laden.  

Nenhum comentário: