sexta-feira, 23 de julho de 2010

O SALÁRIO MÍNIMO NÃO DÁ

A vida de um assalariado é muito difícil, não sei como é que muitos conseguem administrar tão pouco dinheiro, em uma casa que vive um casal e dois filhos, por exemplo, e convivem com um salário (que não são poucos no nosso país) é impossível viverem sem que não sofram a falta de quase tudo.

Este dinheiro só dá para comer e mal, transporte, roupa e lazer, não existem para está família. Se um da família tiver problemas de saúde vai ter que esperar semanas para conseguir pelo SUS.

Este povo não pode fazer uma viagem, nem freqüentar um aniversário de um amigo, as crianças não podem freqüentar um parque de diversão e não ganham presentes de Papai Noel.

Com este tipo de vida é muito difícil ser honesto, ai esta a resposta para tantas perguntas, é impossível diminuir a violência com tanta desigualdade, um adolescente de 15 anos não tem maturidade de entender porque o vizinho tem tanto e eles não têm nada.

Muitos cidadãos vivem desta maneira, sendo escravos da sociedade sem ter direito nem de sonhar, e rezando todos os dias para que não falte este bendito salário, porque se faltar vai ter que pedir esmola a parentes, e a sua dignidade é a única coisa que lhe resta, muitos não suportam o desespero e mudam de lado.

Nenhum comentário: