sexta-feira, 16 de julho de 2010

AS DESIGUALDADES DO BRASIL

O IPEA (instituto Brasileiro de pesquisa econômica aplicada) mostra que o Brasil tem melhorado muito nos últimos 13 anos, mais ainda não podemos comemorar esta situação, os números de pobreza absoluta na região nordeste assustam.

Pobreza absoluta é quando um salário mínimo é dividido para duas pessoas. No Nordeste 49,7% da população ainda vivi nesta situação segundo a pesquisa.

Já a região sul a situação é bem melhor, a pobreza absoluta atinge apenas 13% da população. Nem parece ser o mesmo país, uma diferença injusta com os brasileiros nordestinos.

A pesquisa mostra o que nós já sabíamos em relação à desigualdade do país, uma diferença deste tamanho é inaceitável. As riquezas mal distribuídas obrigam os nordestinos a se aventurar no mundo a procura do que não existe na terra dele, meios de sobrevivência digna.

Os efeitos disso são mulheres sem maridos, filhos sem pais, aumentando ainda mais as dificuldades do nosso povo, sem falar na descriminação que os nordestinos são submetidos lá nas terras deles. Muitos deles que vão viram moradores de rua e não conseguem voltar.

A classe política do Rio Grande do Norte e de todo nordeste tem que se empenhar em trazer mais investimentos que melhorem essa situação, vale salientar que presídio federal não muda essas estáticas.

Nenhum comentário: