terça-feira, 28 de junho de 2016

PODEMOS PESAR EM UM MILAGRE!


Desde que foram iniciados os debates sobre a construção do santuário de Santa Luzia em cima da serra Mossoró, começou também a desconfiança de muitos que não acreditavam, ou ainda não acreditam, que será possível Mossoró receber este tão grandioso presente.

Uns reclamam por que temos muitos outros objetivos a serem realizados com o escasso dinheiro público e não concorda com  investimento religioso, vale também  lembrar que esses que pensam desta forma com certeza não são devotos de Santa Luzia!

O fato é que fomos surpreendidos com a notícia de que um cidadão pernambucano quer construir sozinho, com recursos próprios, a obra simplesmente por ele ser um devoto de Santa Luzia.

A notícia ainda é nova, o fato ainda carece cautela nos comentários, mas de certa forma se isso vier se concretizar podemos atribuir tudo isso a um milagre, e da mesma forma a noticia faz com que reflitamos melhor sobre as nossas falácias quando ignoramos o poder de quem é tanto amada em todo o mundo.
Viva a santa Luzia! 

sexta-feira, 10 de junho de 2016

JÁ SE PERCEBE O EFEITO COM O ESTREITAMENTO DA TORNEIRA DA CORRUPÇÃO



O fato é que quando falamos sobre o estreitamento da torneira da corrupção, vem em mente que ainda estamos muito longe de estancar essa sangria maldita do patrimônio publico.

Mas mesmo assim, dá para percebermos algo diferente. O silêncio dos caciques viciados em torrarem dinheiro público impressiona! Tudo caladinho em véspera da eleição.


O “torra torra” de dinheiro acabou. Parece que as fontes do tesouro deixaram de minar, pelo menos por enquanto. Para se elegerem terão que apostar na própria goela, desta vez, tem que ser no grito mesmo.

domingo, 8 de maio de 2016

MEUS PARABÉNS, MARIA RITA!


Feliz dia das mães para a senhora!
Fico me perguntando o quanto que a senhora merece além do respeito, o amor e o carinho dos seus filhos, sei que nunca vou encontrar essa resposta. 

Hoje o que posso fazer em retribuição ao que a senhora representou e representa na minha vida, é reconhecer a sua importância para mim e fazer tudo que me for possível para a sua proteção.


Muito obrigado, mãe, pela sua existência entre nós, o maior presente de Deus ao seus filhos hoje é a sua presença aqui neste dia. Que Deus te dê uma vida longa e muita saúde para a gente comemorar nesta data por muitos anos. 

sexta-feira, 22 de abril de 2016

JOSE AGRIPINO TEM SIGILO BANCÁRIO QUEBRADO PELA JUSTIÇA

O Globo
O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a quebra dos sigilos fiscal e bancário do presidente do DEM, senador José Agripino Maia (DEM-RN), líder da oposição no Senado, referentes ao período de 2010 a 2015, e de mais 15 pessoas e empresas ligadas ao parlamentar.

A quebra de sigilos foi apresentada no mês passado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que investiga desde outubro de 2015 o suposto envolvimento do senador com fraudes na obra da Arena das Dunas, estádio construído em Natal para a Copa de 2014.

Reação
Por meio de sua assessoria, Agripino afirmou ao  que “as providências requeridas vão acelerar o processo de esclarecimento dos fatos investigados”. “Tenho certeza que tornarão clara a improcedência da acusação que me é feita, de conduta irregular na construção da Arena das Dunas”, declarou.

Entre as pessoas que também tiveram os sigilos quebrados estão o filho de Agripino, o deputado federal Felipe Maia (DEM-RN), assim como outros familiares do senador, assessores parlamentares e servidores públicos.


Duas das empresas atingidas com a quebra de sigilo são do deputado e outras são ligadas ao filho dele ou estão, segundo a Procuradoria Geral da República, “em nome de interpostas pessoas – laranjas”.

QUANDO NÃO TEM O QUE NOTICIAR, O JORNALISMO FICA CHATO.

Os meios de comunicação aborrecem os telespectadores quando repetem muitas vezes a mesma notícia.

A globo, por exemplo, parece que não vai mais parar de falar sobre o desabamento de um pedaço de uma  ciclovia na zona sul do Rio de Janeiro . A insistência no assunto é tanta que levanta  uma certa desconfiança sobre os motivos de ser divulgado desta forma . Será que é porque não tem mesmo o que falar?

Pelo visto o nome do PT, Lula, Dilma e lava jato devem ter perdido o valor para a globo!.

quinta-feira, 14 de abril de 2016

BRASILEIROS ACOMODADOS, DEMOCRACIA SE DESFAZENDO.

É triste para uma nação que assiste de suas casas os líderes políticos de seu país destruindo o que foi conquistado com muita luta e sofrimento. A democracia  é nada mais que o direito de cada cidadão poder participar dos interesses de um país, se os brasileiros elegeram Dilma deveria ser indiscutível a sua permanência no poder a não ser que existisse prova de crimes cometidos por ela.

O fato em curso deixa clara a nossa insatisfação com as nossas instituições, elas são frágeis, perderam a confiança dos brasileiros. Tudo de uma forma muito clara, deixa a entender que não existe o respeito ao certo. os fatos se concretizam conforme a vontade dos que podem mais no momento, mesmo que seja o lado errado, isso não interessa.

O que está acontecendo é um golpe ao estado democrático disfarçado por entre as brechas não preenchidas por ma fé, dos que atuam no poder e pretendem se beneficiar com a queda do governo de Dilma.
  
Me envergonho como nordestino, principalmente como Norte Rio Grandense, ao saber que a maioria dos deputados do meu estado disseram que votarão a favor do impeachment da presidenta Dilma.

Para justificar o mal feito, alegam seguir o que manda os diretórios de seus partidos. Isso é triste e eles sabem disso. Voto é voto, acordo é outra coisa. Nada deveria mudar a decisão própria de um eleitor, afinal, ao meu ver, um voto acordado deveria ser crime.

O certo é que se o afastamento da presidenta vier de fato acontecer, será somado aos inúmeros casos pelo país inteiro, onde o povo vota. Por exemplo Micarla de Souza em Natal, Claudia Regina em Mossoró.                                 

terça-feira, 5 de abril de 2016

A SENADORA FÁTIMA BEZERRA LAMENTOU O MAU COMPORTAMENTO POR PARTE DA IMPRENSA BRASILEIRA.

A senadora Fátima Bezerra repudiou, nesta segunda-feira (05), da tribuna do Senado, as ofensas praticadas pela revista IstoÉ contra a presidenta Dilma Rousseff. 

No último final de semana, a publicação traz uma reportagem que trata de fantasiosos casos de descontrole emocional da presidenta.

Fátima alegou que a iminente derrota do impeachment está levando os adversários e parte da mídia conservadora ao desespero. “ Quero aqui, neste momento, somar-me às vozes de milhares de mulheres, não só pelo Brasil, mas pelo mundo afora, que já se manifestaram em repúdio a essa matéria absurda, criminosa, de violência sexista e de gênero contra a Presidenta Dilma.

Este País não será o país do ódio e não será o país do machismo, de maneira nenhuma! Essa revista, o mínimo que ela deve é pedir desculpas não à Presidenta Dilma, mas às mulheres do Brasil. É inadmissível, é inaceitável que, de repente, uma revista que chega aos lares das famílias brasileiras se preste a fazer um jornalismo de esgoto desse! Nós exigimos respeito! A luta política tem que ter limites!”, afirmou.

Fátima lamentou ainda que deputado Eduardo Cunha esteja na cadeira de Presidente da Câmara, manobrando inclusive para que o processo a que ele responde por quebra de decoro parlamentar possa se estender cada vez mais.

 “É uma vergonha para o Brasil o Sr. Eduardo Cunha estar sentado ainda na cadeira da Presidência da Câmara, um presidente que o Brasil inteiro sabe que aceitou o pedido de impeachment contra a presidenta Dilma por um ato meramente de vingança.

Ele já é réu, respondendo a vários processos de ocultação de bens, de contas no exterior etc. Contra ele, sim, os motivos existem mais do que de sobra e suficientes para que ele não estivesse mais naquela Casa e muito menos comandando o processo de impeachment contra uma presidenta”, criticou.

Manifestações
Fátima também fez um registro das manifestações do último dia 31 de março. Ela lembrou que quase um milhão de pessoas foram às ruas de todo o Brasil para se posicionar contrariamente à tentativa de ruptura do estado democrático de direito.

 “Eu me emocionei mais uma vez, e muito, no dia 31 de março, em Natal, até pelo simbolismo que a data tem.O 31 de março, há 52 anos, foi o dia do golpe que jogou este País nas trevas. Agora, o 31 de março de 2016 entra para a História como o dia em que nós começamos a sepultar o golpe; entra para a História como o dia da defesa da democracia. (…) Este País não entrará em uma nova era de trevas, e, portanto, não vai haver golpe”, garantiu.

Fátima assegurou que, ao contrário de uns e outros que pensam ter o monopólio sobre as cores da bandeira nacional, nas manifestações da última quinta-feira não houve espaço para preconceitos e exclusões. “Estamos cada vez mais confiantes de que os que tentam golpear a democracia vão quebrar a cara, porque a população está cada vez mais atenta; está cada vez mais separando o joio do trigo; está cada vez mais entendendo que o processo de impeachment contra a Presidenta não se sustenta de pé”, salientou.


Fátima finalizou seu discurso com uma homenagem aos que lutaram contra o golpe de 1964 e a ditadura.

segunda-feira, 14 de março de 2016

A VERDADEIRA INDGNAÇÃO


Carlos santo
Manifestações contra a corrupção marcaram este domingo no Brasil.
O movimento só será melhor entendido bem adiante.

Hoje, as muitas leituras sobre essa mobilização costumam estar banhadas de passionalidade.

Arrisco-me a interpretar que na verdade estamos testemunhando um momento histórico, não apenas contra a corrupção do PT, mas também do PMDB, PSDB e outras letrinhas.

A postura dos manifestantes hoje mostrou isso. Políticos de PT a PSDB sendo hostilizados, satanizados, excomungados pela massa.
Direita e esquerda, tudo no mesmo saco fétido.

Indignação crescente contra esse modelo político que atravessa décadas.
Contra os políticos que transformaram uma atividade tão especial, em sinônimo de banditismo.

O povo, consciente e inconscientemente, não quer apenas tirar partido tal do poder. Quer punir a corrupção e os corruptos.

Poucas biografias vão se salvar ao final desse arrastão.
Isso talvez não seja tão ruim assim pro Brasil e pros brasileiros.
É a chance de um novo começo.

sábado, 5 de março de 2016

LULA NÃO MERECE ISSO

Na minha opinião estamos diante de uma democracia falida, onde os direitos são atropelados pelo tecnicismo das leis definidas por uma minoria favorecendo interesses particulares gerando conflitos perigosos ao desagradar a maioria da nação.

Um exemplo dessa situação é a forma de como está sendo o andamento dos processos contra Eduardo cunha. Os Brasileiros sentem vergonha ao perceberem a impotência das leis diante de certos casos.

Por outro lado assistimos aos absurdos da mesmas leis atropelando os direitos de um cidadão que, enquanto não se prove o contrário, é visto pelos brasileiros como o homem que deu a maioria da nação a esperança de dias melhores.

Quem sou eu para dizer se Lula é ou não é uma pessoa desonesta? O que incomoda os brasileiros é a forma do andamento das investigações. As transparências dos fatos  são adiantadas e exageradas chegam primeiro ao cidadão comum que as instituições que deveriam de forma responsável publicá-las de forma justa com efeitos menos impactantes a nação a Lula e seus familiares.
     
Isso é fato, Lula amanhã pode ser visto de outra forma, só que hoje ele ainda é o maior líder dessa nação, e jamais, jamais, o povo brasileiro merecia ver o seu maior líder, que já sofreu horrores por este país, ser tratado dessa forma por uma instituição brasileira que ele mesmo ajudou a fortalecer.   

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

PARTE DA CLASSE MÉDIA MIGROU PARA ESCOLA PÚBLICA NO RN

A Tribuna do Norte Neste domingo mostrou que alunos das escolas particulares estão migrando para a rede pública de ensino.

Segundo a reportagem, 11 mil alunos saíram de escolas privadas para a rede de ensino público no final de 2015 para 2016, o principal fator é a crise financeira e readequação econômica da nova classe média.

Outro fator que também foi levado em consideração é a facilidade do aluno da rede pública de conseguir bolsas e facilidades para entrar em universidades pelo sistema de cotas.